Pombo, FGuedes, Mantorras, Mona, Élvio, Mendes, Alentejano, Luciano, Marco

Alentejano, Mantorras, Brá, Mendes, Pombo, Nunes, Luciano, Soneca(a dormir mesmo!), Mona e Élvio

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Descontentamento dos adeptos fez-se sentir no Estádio de Carnaxide

No passado dia 13 de Outubro, a massa associativa do Segunda-Feira Futebol Clube não quis faltar a mais um encontro do clube de Carnaxide. Todavia, o ruído fez-se sentir pelos adeptos presentes, que mostraram o seu descontentamento inclusivamente através de lenços brancos dirigidos ao treinador/jogador André Santos.

«Assumi um compromisso com esta instituição e irei cumprir o meu contrato até ao fim», declarou o treinador/jogador da Boa Nova à Radio Renascença. «Estou extremamente descontente com o arranque desta temporada, mas há questões internas que terão que ser discutidas com o Presidente», prosseguiu André Santos dando a entender que algumas promessas não estão a ser cumpridas. «Compreendo que os adeptos de um clube com esta grandeza exijam sempre a vitória, mas as coisas não estão a correr como esperávamos. Terão que ser feitas algumas alterações no plantel o quanto antes porque nesta altura do campeonato não estamos a jogar com os mesmos trunfos dos restantes clubes», adiantou ainda o madeirense ao jornal A Bola.

Bruno Santos, o internacional português de 32 anos, também não escondeu a sua indignação perante o avolumado resultado. As câmaras da Sport Tv captaram aguerridas discussões do jogador com os colegas de equipa durante o jogo, tentando incutir-lhes um maior espírito competitivo e alguma disciplina táctica. Foram curtas as suas declarações na flash interview logo após o encontro: «Entro sempre em campo para ganhar, mas isso hoje não foi possivel. Para a semana tentaremos fazer melhor». Bruno Santos tentou sempre remar contra a maré do jogo através de algumas jogadas individuais e de fortes remates de longe.

Quem não facilitou foi o jovem guarda-redes José Mendes, que se mostrou sempre atento às investidas da equipa adversária. Beneficiando de uma defesa muito bem organizada, Mendes respondeu sempre com eficácia quando foi chamado a intervir.

Élvio Silva acabou por ser o membro em destaque desta equipa, demonstrando mais uma vez que é um jogador polivalente, aceitando com prontidão as funções que lhe foram confiadas para dentro das quatro linhas. Tanto na marcação homem a homem ao experiente Bruno Santos, como na transição defesa-ataque, o jogador proveniente do Bom Sucesso mostrou-se irrepreensível, marcando inclusivamente um golo em letra, após assistência de Luciano. «Esta foi uma vitória merecida, conseguimos honrar a camisola através de um bom desempenho de toda a equipa», adiantou o jogador à TSF recusando o protagonismo. «O futebol é um desporto de equipa, por isso estão todos de parabéns», acrescentou ainda José Élvio ao receber o prémio de homem do jogo atribuido pela UEFA.

Na baliza adversária Nunes tentou fazer tudo o que esteve ao seu alcance para evitar o descalabro, mas alguns erros defensivos fizeram com que fosse o guarda-redes mais batido da noite, não obstante algumas excelentes intervenções a fortes remates desferidos por Luciano, Élvio e Brá. Bruno Alentejano acabou por ser o jogador com maiores preocupações defensivas desta equipa, mas com o avolumar do resultado permitiu-se a algumas incursões ofensivas, marcando inclusivamente um golo de calcanhar.

F Guedes também não escondeu a sua indignação ao longo do jogo, mostrando-se pronto tanto para defender como para atacar durante os 90 minutos. A prova disso é que foi o jogador com mais kilómetros percorridos em toda a partida.

Já Mantorras mostrou-se incompreendido durante a maior parte do encontro, optando quase sempre pelo passe ao primeiro toque e pelas tabelinhas para a desmarcação, na maior parte das vezes com a bola a meia altura.

O corpo dirigente do Segunda-Feira Futebol Clube promete alterar o rumo dos acontecimentos através de novos investimentos em nomes sonantes do futebol internacional. «O investidor Joe Berardo já se mostrou interessado no nosso projecto e esperamos alguma liquidez para contratações nas próximas semanas», afiançou o confiante director desportivo Filipe Pombo, uma das ausências notadas esta noite no Estádio de Carnaxide, que confidenciou à redacção do jornal Record ter estado a jantar com o empresário do jogador Soneca, para o regresso do mesmo aos palcos do futebol português.

Pedro Rosa, devido a lesão, foi outra das ausências que se fizeram sentir esta noite.

As equipas fizeram-se reprensentar da seguinte forma:

Mendes
Bruno Alentejano
Brá
Élvio
Luciano

Nunes
Mona
F Guedes
Mona Sénior
Mantorras

7 comentários:

André Santos disse...

Vi os meus posts reduzidos a cinzas após esta grandiosa reportagem!

Bruno Santos disse...

Na verdade fiz tudo o que podia para ajudar a equipa e reconheço que por vezes fui um pouco brusco com os meus colegas e adversários. Há que seguir em frente e não baixar a cabeça. Não sei quando regressarei ao palco de Carnaxide mas espero regressar com uma vitória. Parabéns aos vencedores que convenceram e mereceram a vitória por números de fazer corar qualquer um. O Luciano está num bom momento de forma, sempre em movimento, e criou grandes desequílibrios no nosso último terço. Ou será na nossa metade do campo? Nunca fui bom a matemática! Já agora qual foi o resultado?

Nunes disse...

Nem quero saber qual foi o resultado, ainda estou com um torcicolo de tantas bolas que entraram na baliza

Nunes disse...

Parece que a direcção esteve reunida ao longo da noite e que por unanimidade decidiu dar um voto de confiança ao treinador. Contudo deixou bem claro que resultados destes não são minimamente admissíveis.

´José Élvio disse...

O jornalismo desportivo em Portugal tem futuro! O colunista José das Barbas, pseudónimo de Luciano Jardim, é uma lufada de ar fresco no género.
O leitor sorve a informação de uma forma fácil e visual, o fenómeno descritivo é cristalino e demonstra a clarividência sui geniris do pai do jornalismo desportivo português (assim é conhecido no seu círculo de amigos). Com uma apresentação imparcial, nada fica por dizer.
Dos adeptos que viram o jogo in loco, afirmaram:
-Quando chuver não lá ponho os pés. Evito todo aquele desconforto, e depois ao fim do dia leio as teses do Barbas e fico a saber mais do que se lá tivesse estado. Viva o Segunda Feira FC.

André Santos disse...

Xiça, sai-me daqui cada poeta que eu cá digo... Eu que julgava que vocês eram uns meros Cristianinhos, que apenas sabiam dar uns chutes na bola, vejo agora que julguei mal tão nobres executantes da dita língua portuguesa. Segunda Feira FC sempre em frente! Até parece que há uma filial no Brasil...!

Braresi disse...

Caro Nunes, és tu com um torcicolo no pescoço de tanto te virares para ver bolas entrar, eu com nádoas negras nas canelas e, segundo orgãos de informação referidos anteriormente: "alguns companheiros de equipa ainda andam com nós na garganta"! he he! ...Aliás...

Segundo o Tal&Qual em entrevista a João Pesquito, pescador do Ilhéu de Câmara de Lobos, especialista a jogar bisca de seis, a emborcar quartos de litro na tasca do lado, a dar afagos e carícias à esposa até ela adquirir um tom de pele mais negro e rosado e não poder abrir os olhos e, também, a desenmaranhar redes de pesca: "haverem jogadores que virem ou vierem aqui e pedirem-me que a gente tirasse uim nóses nai pernas que inda andavem troquades".

Quanto ao resultado do jogo o jornal italiano (La Gazzetta dello Sport) é bastante eloquente na sua capa de terça-feira:
"Segunda-Feira abre secção de Andebol" segundo a mesma revista, ..."o resultado foi tão díspar que até fazia lembrar jogos andebol entre o Académico de la Calabria e o Amputados de Sarajevo", e continua, "nem mesmo se jogassem com 7 e podendo utilizar as mãos se o rumo do jogo se alteraria."

... e nem vos conto o que encontrei na revista Maria!!